terça-feira, 12 de abril de 2011

OS CHÁCRAS E SUAS FUNÇÕES

Chácras significa literalmente roda ou disco giratório. Seu desenvolvimento varia de indivíduo para indivíduo e seu estudo é muito importante porque nos dá a chave de todos os fenômenos místicos ou metafísicos.
Cada chácra corresponde a contraparte psíquica de uma glândula, de um plexo ou de um órgão do corpo físico, são frutos de choques de correntes etérias superiores e do éter físico, em sua ascensão. Neste sentido eles não têm consistência anatômica e, portanto não podem ser comprovados por meio de instrumentos científicos, seja por radiografia ou por qualquer outro aparelho. É exatamente por essa razão que a maioria dos cientistas nega sua existência. Mas verificando mais detalhadamente a natureza dessas pesquisas, posso dizer que alguns desses cientistas fizeram pesquisas aprofundadas nesse campo e aplicaram ao ser humano o método Kirlian. Esse método consiste em fazer eletrografias de diferentes pessoas, dos pés à cabeça. Essas fotografias revelaram zonas “radiantes”, especialmente no lugar onde se situam os centros psíquicos. Essas zonas não provam por si mesmas a natureza psíquica desses centros, porém indicam que são a sede de uma atividade vital muito marcante e que emitem energia muito sutil, nesse caso a energia veiculada pelo nosso sistema nervoso autônomo. O fato de nenhum microscópio poder revelar esses chacras no plano físico não significa absolutamente nada. Nenhum microscópio já descobriu, nem descobrirá a diferença que existe entre os nervos motores e os nervos sensoriais condutores de todas as nossas sensações físicas e psíquicas. Contudo basta usar a lógica para demonstrar que essa diferença existe.
O corpo físico recebe energias dos alimentos, e do ar transformando-se num instrumento pelo qual tomamos consciência do mundo dos sólidos, líquidos e gasosos, por intermédio dos cinco sentidos. E corpo psíquico, um corpo de energia formado por átomos de matéria etéria, segundo os ensinamentos rosacruzes é o intermediário entre o corpo físico e a nossa alma.
Nas criaturas espiritualizadas os chácras, são resplandecentes e tem luz viva com se fossem pequenos sóis, com um diâmetro que varia de cinco a quinze centímetros. Nos recém-nascidos, eles não passam de minúsculos círculos, movendo-se lentamente e apresentando-se fracamente luminosos.
Sobre a função dos chácras podemos definir em primerio lugar que cada um deles acumula a essência contida no ar, seja captando diretamente do ambiente, ou fixando-a na nossa respiração. Após sermos impregnados com essa essência, eles a transmite a todos os órgãos e parte do nosso corpo por intermédio da divisão ortossimpática do sistema nervoso autônomo, fornecendo-lhe assim a polaridade positiva da força vital.
Cada um dos chácras trocam energia entre si, desse modo, quando dizemos que estamos nos sentido mais abertos, estamos dizendo a verdade. Todos os chácras são pontos de abertura por onde entram e saem energias. Somos como esponjas nesse oceano de energia que nos cerca. Como essa energia está sempre associada a uma forma de consciência sentimos a energia que trocamos em termos de visão, audição, sentimento, sensação, intuição ou conhecimento direto. E o fato de ficarmos abertos significa duas coisas. Primeiro a metabolização de grande quantidade de energia através dos chácras. Segundo significa deixar entrar e de certo modo, manipular toda a consciência associada a energia que flui através de nós.
Tendo um papel fundamental na manutenção da saúde, os chácras geram energia psíquica indispensável a todas as funções do nosso ser. É importante abri-los e aumentar o fluxo de energia, porque quanto mais energia fluir mais nos tornamos sadios. A doença é causada por um desequilíbrio ou obstrução do seu fluxo.
A obstrução de fluxo ou falta dele no nosso corpo psíquico causa doença. Isso também distorce nossas percepções e deprime nossos sentimentos interferindo na serenidade de nossas experiências de vida.
A um fato que preciso insistir para que fique bem claro, é preciso tempo para se desenvolver os chácras e levá-los ao máximo de sua eficácia. Também quanto a isso você não deve dar crédito aos cursos e workshops que garantem uma abertura total dos mesmo em alguns meses ou em apenas um final de semana. É preciso uma longa preparação para alcançar o seu desenvolvimento pleno. O objetivo prioritário de qualquer pessoa no campo da espiritualidade não é desenvolver poderes paranormais. Esses poderes são secundários quanto à nossa evolução, pois o domínio da vida repousa acima de tudo no despertar de nossas faculdades espirituais, ou seja, despertar as virtudes de nossa alma, como a humildade, a tolerância, compaixão e fé. Na realidade, são essas virtudes que todo o buscador deve apreender e expressar em seu comportamento, pois é nelas que reside o fundamento de nossa existência e o objetivo para o qual fomos criados.
Se é verdade que o desenvolvimento dos chácras é secundário em comparação com o despertar de nossas faculdades espirituais, também é verdade que esse desenvolvimento tem grande importância no plano místico. Mas a atividade combinada desses centros permite expandir nosso campo de consciência e estabelecer laços com o mundo invisível. E graças a eles podemos perceber os fenômenos extra-sensoriais como a aura e viagem astral. Por tanto é importante despertá-los, pois fazem parte integrante do homem e são para ele um meio privilegiado de se iniciar á sua própria natureza divina.
Nos ensinamentos rosacruzes os chácras são conhecidos como centros psíquicos e essa terminologia não difere em nada as suas funções ou localização no corpo do inidivíduo.
Nas próximas semanas postarei mais informações sobre cada um dos sete chacras principais e suas funções.
Fontes de pesquisa:
Ordem Rosacruz – AMORC
Mão de Luz – Bárbara Ann Brennan
Grupo Científico Ramatis – Apostila de desenvolvimento

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...