segunda-feira, 21 de março de 2011

A MEDITAÇÃO E SUAS FINALIDADES


Meditação é simplesmente deleitar-se na sua própria presença; meditação é um deleite no seu próprio ser. É muito simples – um estado de consciência totalmente relaxado onde você não está fazendo nada.
Quando começa a fazer, você torna-se tenso; a ansiedade surge imediatamente. Como fazer? O que fazer? Como obter sucesso? Como não falhar? Você já se moveu para dentro do futuro. Meditação é simplesmente ser, sem fazer nada – nenhuma ação, nenhum pensamento, nenhuma emoção. Você simplesmente é, e isso é um puro deleite. OSHO

A meditação é uma prática vital pra a evolução espiritual. É uma abordagem de auto-conhecimento que usa a experiência direta subjetiva como meio de revelação entre as faculdades físicas, intuitivas e criativas.
Constitui-se numa harmonização cósmica com finalidade, seja de obtermos resposta para uma dada questão ou solução para um problema definido. É uma técnica efetiva e segura na ampliação e aprimoramento das habilidades existentes no indivíduo, é também uma técnica para análise e auto-descoberta para transformação positiva. Para meditar, não é necessário entrar numa igreja, sinagoga, numa mesquita, ou em qualquer outro prédio que os homens tenham consagrado à vida religiosa. É possível fazer em qualquer lugar, desde que possamos dispor da necessária tranqüilidade. O verdadeiro templo do homem não é de pedra, pois é nas profundezas do seu ser que está à chave para todos os mistérios. Em função disso, onde quer que ele esteja e como esteja, pode se recolher e se colocar em harmonia com o Deus que é capaz de compreender e amar, independente de qualquer credo religioso.
A prática diária da meditação produz efeitos cumulativos a logo prazo. Se a meditação não é uma religião ela pode ser considerada um conjunto de crenças, embora práticas místicas, espirituais, contemplativas e meditativas tem sido trazidas aos tempos modernos através das tradições espirituais. É um instrumento de percepção que permite trabalhar dinamicamente com a experiência direta do potencial humano desconhecido, o que na antiguidade era atribuído aos deuses; a meditação também esclarece um caminho para evoluir rumo a uma natureza humana mais sábia e expandida não só para praticantes individuais, mas para toda a humanidade.
Com o passar dos anos esta prática resulta em profundidade, maturação, amadurecimento, desdobramento seqüenciais e autodomínio da vida física, mental e emocional.
Considerando que a meditação tem a finalidade de nos harmonizar com a Consciência de Cósmica, é evidente que ela requer que ultrapassemos o nível objetivo em que nos situamos no estado de vigília. Ou seja, é impossível meditarmos se nossas faculdades sensoriais estão em plena atividade ou se nossa mente está ocupada em raciocinar sobre uma porção de fatos. É preciso entender que a primeira coisa que temos a fazer para levarmos a bom termo uma meditação consiste em perdermos consciência do nosso ambiente terrestre por um lado, e por outro nos colocarmos num estado subjetivo, tão calmo quanto possível, justamente no limiar do nosso subconsciente. Essas são as duas condições para se criar um diálogo interior com a Consciência Cósmica que impregna tanto o universo quanto o nosso ser.
Não há motivo para se preocupar com a multiplicidade de caminhos, escolas e práticas de meditação existentes nos dias de hoje. As incontáveis técnicas não passam de meios mais ou menos hábeis de integrar cada vez melhor, mais intensa e sensível a nossa consciência à Consciência de Deus. Se todos os caminho levam a Ele não importam as técnicas, escolas ou mestres (caso seja necessário), e sim uma prática constante e ininterrupta de paz interior.
O Frater Jaime França Teles em palestra na Loja Rosacruz Belo Horizonte enumerou 8 principais benefícios obtidos ao se praticar constantemente a meditação:
1 – Recuperação e controle do estresse: eliminação da ansiedade;
2 – Contra: dores de cabeça, insônia, hipertensão, déficit de atenção;
3 – Aumento da capacidade de percepção e aprendizado;
4 – Aumento da capacidade imunológica;
5 – Aumento do fluxo de sangue no coração;
6 – Diminuição de dores crônicas;
7 – Psicoterapia: melhora no acesso ao inconsciente;
8 – Bom humor.

Um comentário:

Giovani disse...

Como sempre, muito esclarecedor, Renato. É interessante como uma prática tão praticada quanto a meditação ainda carrega uma aura de mistério e dúvida para tanta gente. Valeu o post =D.
Abraço,

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...